O Porquê do sofrimento

O Porquê do sofrimento

A vida do homem na terra não é fácil, uma vez que foi herdada a natureza Adâmica, que tendência o pecado e consequentemente o sofrimento. Ninguém está livre deste inconveniente por que somos seres humanos, sujeitos as mesmas paixões.

Todavia, os pecados praticados voluntariamente e involuntariamente gera consequências drásticas para jornada da vida.

Lamentações 3:39

Por que, pois, se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus próprios pecados.

Então percebemos que a aflição é resultado das nossas ações; mas por outro lado é uma oportunidade para nos colocar no caminho da vida eterna e ao mesmo tempo moldar-nos para um bom testemunho na sociedade que moramos. Sendo assim a angustia nos traz grandes benefícios.

O Salmista Davi expressou a confiança em Deus, sabendo o momento de dor, seria breve, e logo raiaria um novo dia trazendo esperança e vitória diante aquilo que enfrentava.

Salmo 30:5

Porque não passa de um momento a sua ira; o seu favor dura a vida inteira. O choro pode durar uma noite; mas a alegria vem pela manhã.

Na universidade de Deus passamos por um processo de aprendizagem que na maioria das vezes não entendemos o que está acontecendo. Todavia, existe um propósito para tudo em nossa existência, quando enfrentamos o sofrimento, percebemos que estamos amadurecendo para uma nova fase.

Não agradecemos a Deus pelas oportunidades que Ele nos concede de crescer, receber perdão, livramentos de morte e até nos tornarmos pessoas melhores. A nossa natureza está bem descriminada no Livro de Provérbios.

Provérbios 30:15-16

15 – A sangue suga tem duas filhas, a saber: Dá, Dá.

Há três coisas que nunca se fartam, sim, quatro que não dizem: Basta!

16 – Elas são a sepultura, a madre estéril, a terra, que não se farta de água, e o fogo que nunca diz: Basta!

Somos assim, a Bíblia deixa esse exemplo mostrando o nosso lado material que vive em busca de prazer carnal, manifestando um grande vazio no interior da alma. Com isso começa a desencadear uma sequencia de eventos relacionados ao sofrimento, e por vez temos a ocasião de remissão.

Podemos aprender com a natureza, no caso dos pássaros; eles não possuem dentes e quem começa a fazer a digestão é a moela, que é um pequeno órgão musculoso que com contrações e ajuda de pequenos grãos de areia, esmagam os alimentos fazendo a ação digestiva das aves.

Também encontramos algo interessante em alguns moluscos; no caso das ostras, que fabricam lindas pérolas a partir de grãos de areia que se acumulam no interior delas. Em meio a um grande inconveniente para as mesmas, começam a surgir às pérolas, tão desejadas pelas as mulheres. Vale apena saber que somente os Perlíferos da família Peteriidac das águas salgadas e Onidae das águas doce, são capazes de produzir essa joia rara.

Trazendo esse exemplo da natureza para a nossa vida cotidiana, podemos perceber que através de muitos sofrimentos existe uma grande oportunidade de Deus gerar vitórias no mundo biológico e no espiritual para cada ser humano que anda segundo a sua Palavra. Caso contrário não passaria de meros derrotados, punidos por nossos atos pecaminosos.

Outro evento maravilhoso encontramos no Livro dos Salmos quando o escritor em meio a uma grande conturbação esperou confiantemente que do Trono de Deus seria decretado a vitoria.

Salmo 40

Esperei com paciência no Senhor; e Ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro.

O Salmista fazia a narrativa um evento Messiânico (Jesus no calvário); quando tomou o nosso lugar pagando a divida que tínhamos com Deus. E podemos tomar posse deste versículo nos momentos cruciais da nossa jornada terrena, de maneira que Ele nunca nos abandona. Por maior que seja a prova, o próprio Jesus Cristo nos garantiu que estaria ao nosso lado todos os dias.

Mateus 28:20b

Disse Jesus: Eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.

O Senhor nunca disse que a nossa jornada seria fácil; mas, garantiu que não nos deixaria sozinhos; por esse motivo temos que tomar posse da benção, levantar a cabeça e seguir a caminhada rumo ao céu. É certo que desafios surgirão, obstáculos serão colocados na estrada; mas com Cristo somos mais que vencedores. O apostolo Paulo, vaticinou bem essas palavras quando escreveu a sua epístola aos Romanos.

Romanos 8:37

Em todas essas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou primeiro.

            Notoriamente, se somos mais que vencedores, é porque estamos acima do sucesso. E o advérbio “MAIS” expõe uma maior quantidade. Conquanto, que a nossa conquista é pela razão de Jesus está a nossa frente determinado às bênçãos.

Um exemplo que pode ser mostrado, é que as aves voam em bando em formação de “V”; uma se desloca na frente quebrando toda a turbulência do ar liberando um vácuo que as demais fazem pouco esforço e economizam energia para seguir longas distancias. No mundo espiritual temos que apoderar-se passo a passo; porque necessitamos tomar uma decisão diante de Deus. Porém, quem determina tudo é Jesus Cristo o salvador da humanidade, o qual vai a nossa dianteira quebrando os obstáculos.

João 15:16

Não foste vós quem me escolhestes Amim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça; afim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, Ele vo-lo conceda.

Em primeiro lugar fomos escolhidos por Jesus Cristo e a partir dessa chamada, determinado se o seguimos ou não. Todavia, o sofrimento nos acompanha independente da nossa aclamação; porém, vale apena saber que ao desprezar a chamada para seguir as coisas santas, as consequências serão muito ruins. Isso que dizer: Os que não são de Deus vivem um tormento com mais intensidade; enquanto os obedientes padecem menos e não sentem tantas dores. Porque estão com Jesus e o refrigério é certo.

João 16:33

Falou Jesus: Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo tereis aflições; mas tende bom animo; eu venci o mundo.

Nos texto acima, vimos que Jesus está a nossa frente determinado à vitória. Ora, se Cristo é vencedor, com toda certeza estamos neste grupo de vencedores. É certo que provas virão para nos atordoar; mas, vamos seguir essa caminha rumo ao céu cantando o hino de exaltação a Deus e a cada dia passando os estágios que nos foi proposto.

Que o Espírito Santo nós console e tenhamos paz, mesmo que seja difícil; mas em Cristo receberemos a salvação eterna. Amém!

Presbítero Robson Colaço de Lucena

OTPB – 2219 – Ordem dos Teólogos e Pastores do Brasil

Missão América

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: