Chamada e Escolha

Chamada e Escolha

 

Mateus 13:47-50

47 – Também o Reino do Céu é semelhante a uma rede lançada ao mar, que apanha todas às qualidades de peixes.

48 – E, quando cheia, a puxa para praia; e, assentando-se, apanha  para o cesto os bons, os ruins porém, lançam fora.

49 – Assim será na consumação dos séculos: Virão anjos e separarão os maus dentre os justos.

50 – E os lançarão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes.

 

Introdução

 

Deus faz tudo do nada

 

            Você já parou para pensar quem somos nós? Se fossemos chegar a uma classificação de imediato descobriríamos que não somos nada. Mas quando colocamos Deus em primeiro lugar recebemos um valor incalculável, isso porque o Senhor cria a partir do nada.

            Motivo principal é que Ele nos ama, chegando ao ponto de entregar o seu único Filho para nos salvar, conforme João 3:16.

 

João 3:16

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para todos os que Nele crêem não pereça, mas tenha a vida eterna.

 

            Se o homem realmente valorizasse o amor de Deus para com a humanidade, certamente estaríamos em um padrão espiritual bem elevado, e não haveria tantos males com os que enfrentamos na atualidade. Vamos parar um pouco para um exame de consciência, e questionar o seguinte: “Quantas vezes no decorrer do dia, paro um pouco e adoro a Deus?”

 

João 4:24

Deus é Espírito, e importa que os seus adoradores o adorem em Espírito e verdade.

 

            O objetivo desse comentário é que você descubra que és escolhido para adorar a Deus. Talvez digas que não tem condição por motivo banal, mas todos os homens da Bíblia eram como nós e estavam sujeitos a todos os tipos de adversidades como: Fome, sede, dor, sono e etc. Motivo pelo qual o Espírito Santo faz um convite para todos sem acepção de pessoa.

 

Hebreus 3:7-8

7 – Portanto, como diz o Espírito Santo, se hoje ouvires a sua voz.

8 – Não endureçais os vossos corações, como na provação, no dia da tentação no deserto.

 

 

I – Moisés

            No Pentateuco, exatamente no Livro do Êxodo 3:1-14, encontramos a história da chamada do Profeta Moisés, no período que ele apascentava as ovelhas do seu sogro Getro, nos campos de Midiã.

            O profeta Moisés passou quarenta anos no Egito aprendendo todas as ciências e artes, chegando ao ponto de achar que muito importante. Mas certo dia praticou um homicídio e teve que se refugiar por mais quarenta anos no deserto de Midiã, dizendo: “Não sou ninguém”.

            Porém quando reconheceu a soberania de Deus, foi designado para libertar o povo de Israel que era cativo no Egito, passando uma peregrinação de mais quarenta anos no deserto, descobriu que  “Deus é tudo”.

            Voltando ao chamado de Moisés, veremos que Deus se manifestou ao profeta no meio de uma sarça que ardia em fogo, de forma que o Senhor apareceu e convidou o profeta para aquela difícil tarefa.

            Quantas vezes Deus nos chama, não para o deserto, e sim para dias melhores na eternidade, e no nosso egocentrismo pecaminoso preferimos ficar com as bolotas que o pecado oferece.

            Sabemos falar de esporte, política, cinema, internet, música, mas não fazemos caso das bênçãos que recebemos na nossa vida, de forma que não testemunhamos quão grande é a bondade que o Senhor coloca a nossa disposição.

            Para se testemunha de Jesus não precisa do esforço intelectual, isso porque é uma ação divina, basta querer falar e o Espírito Santo faz a obra.

 

Marcos 16:15-16-17

15 – Disse Jesus: Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

16 – Quer crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.

17 – E estes sinais seguirão aos que crêem; Em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas.

 

João 14:26

Disse Jesus: Mas o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar-se de tudo que vos tenho dito.

           

            Não há com o que se preocupar no que vai dizer ao mundo, fale apenas que Jesus salva, e quer que todos alcancem a eternidade que ele preparou desde o principio da criação. Ele não está interessado no tamanho do nosso pecado, e sim no tamanho do arrependimento pelos nossos pecados.

 

 

II – Samuel

 

            Encontramos também o caso do profeta Samuel que viveu em período não diferente do nosso no qual o ostracismo religioso e a hipocrisia permeavam na face da terra. Então uma noite o Senhor chamou por três vezes. Sendo que na terceira  o sacerdote Eli a  orientou Samuel  a dizer: “Fala Senhor porque o teu servo ouve”. E assim fez. Naquela mesma época Deus separou o jovem Samuel para o ministério profético. Ver – I Samuel 3:1-21.

            Quantas vezes o Senhor nos chama durante o dia, e não escutamos por causa da nossa ocupação secular que nos sufoca. O chamado vem através de hinos evangélicos, leitura da Bíblia, até mesmo pela natureza, e não entendemos.

            O Espírito Santo foi enfático no Livro de Apocalipse quando citou que Jesus está na porta do nosso coração pedindo para preencher a lacuna que todo homem tem, e só Deus é que suprir todas as necessidades materiais e espirituais.

 

Apocalipse 3:20

Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, a abrir a porta, Eu entrarei na sua casa, e cearei com ele e ele comigo.

 

            O Senhor Jesus solicita que o homem abra o coração para que a graça (Graça – Sig. Favor feito a pessoa não merecida), para possamos gozar das benesses celestiais.

            Em contra partida nenhum ser humano pode garantir a vida daqui a um segundo, de maneira que devemos aproveitar o chamado à salvação antes que seja tarde demais. Mas infelizmente existem aqueles que acreditam em uma falsa doutrina que prega a salvação após a morte, o que não existe nenhum apoio Bíblico para esse ensino herético. Pelo contrario, a Palavra de Deus ensina que quando o homem parte deste mundo segue-se a juízo.

 

Hebreus 9:27

E, como ao homem está ordenado morrer uma  vez vindo depois disto o juízo.

 

            Quero chamar a atenção para que não penses que o Senhor força ninguém servi-lo, e cada um entenda que Deus convida ao homem, e nunca usa força para convencer o vil pecador.

 

Zacarias 4:6b

Não por força, nem por violência, mas pelo o meu Espírito, assim diz o Senhor.

 

 

III – Isaias

 

            Outra grande escolha para o Reino dos Céus, foi com o profeta Isaias. Encontramos no Livro de Isaias 6:1-13. O profeta já falava nas coisas concernentes a Deus, até que um dia morreu o seu tio o rei  Uzias, deixando Isaias embaraçado, pois a sua mensagem era dura  tendo em vista povo ser obstinado na maldade.

            Ali estava Isaias amedrontado, uma vez que a sua confiança era no seu tio, que estando morto, a proteção do pregador estava comprometida. Então Deus lhe deu uma visão e profeta sentido o peso da responsabilidade disse o seguinte ao Senhor: “Ai de mim que vou perecendo, meus olhos viram Deus, sou homem de lábios impuros e moro no meio de um povo de impuros lábios”.

            Após esse acontecimento a Bíblia nos mostra que um dos Serafim pegou uma tenaz e retirou do altar uma brasa do altar e queimou os lábios de Isaias, falando: “As tuas iniqüidades estão limpas”. Então Deus perguntou: A quem enviarei, quem há de ir por nós?

            E o jovem profeta respondeu: Eis-me aqui Senhor! Envia-me a mim.

 

            A Palavra de Deus é uma grande responsabilidade, devemos está aptos para levar uma vida de piedade e santidade diante todas as pessoas para que Jesus possa trabalhar em todos os momentos e através de todas as nossas ações.

 

IV – Jeremias

 

            No Antigo Testamento encontramos também o profeta Jeremias, que foi separado para dar continuidade à obra do Senhor. Jeremias 1:1-9 * Filho de Hilquias, o qual Deus o chamou no décimo terceiro ano do rei Josias de Judá.

            O Senhor falou para o profeta: Antes que te formates no ventre da tua mãe, já te conhecia, e te dei por profeta. Nesse dialogo Jeremias hesitou – “Há Senhor Jeová! Eis que eu não sei falar, porque sou uma criança”.

            Porém Deus o repreendeu dizendo: Não digas que és uma criança, porque onde quer que Eu te enviar, tu irás, tudo quanto te mandar dirás.

            Estamos diante do quadro típico do pecador  que quando recebe a Palavra de Deus, normalmente eles se comovem, reconhecem que precisam do Senhor; mas em contra partida dizem: Agora não posso servir, sou novo de mais e quero terminar os meus estudos, casar e etc. Agem como se Deus fosse um atraso para sua vida. Faço a seguinte pergunta: O Senhor seria um museu, onde se guarda material velho e histórico?

            A Bíblia diz:

 

Isaias 40:31

Mas os que esperam no Senhor, renovarão as suas forças. Subirão com asas de águia, correrão, e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão.

 

            Jesus está chamado a todos para uma vida imaculada, Ele te nos e fez um grande projeto para nossa existência desde o ventre materno e por isso não devemos perder a oportunidade.

 

 

V – Jonas

 

Jonas 1:1-6 – filho de Amitai, a Palavra do Senhor com a determinação que o profeta fosse à cidade de Nínive. No entanto Jonas se levantou tentando fugir para cidade de Tarsis, descendo no porão de um navio indo de inicio para Jope.

 

            Continuando a leitura veremos que Jonas teve uma seqüência de decadência indo para o fundo do mar e por fim ao ventre do grande peixe ficando ali por três dias. Essa é a figura típica dos seres humanos desobedientes que geralmente tentam fugir da presença de Deus  e atravessam uma grande decadência espiritual chegando à parte mais profunda do pecado e tendo por fim a condenação eterna.

            Mas como a misericórdia de Deus é infinita, Ele entregou ao profeta Jonas mais uma oportunidade de sair daquele peixe que estava no fundo do mar. Quero lembrar que o profeta teimoso clamou ao Senhor e se arrependeu da sua transgressão.

            Enquanto estivermos vivos existe a esperança, e ainda é tempo de clamar a Jesus e receber um resgate espiritual, basta confiar que Ele tudo fará a nosso favor

 

 

IV – Os Apóstolos

 

Marcos 3:13-14-15

13 – E subiu Jesus ao monte, e chamou para si os que Ele quis; e vieram a Ele

14 – E nomeou doze para que estivessem com Ele e os mandasse pregar;

15 – E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios.

 

            O Senhor Jesus após uma noite de oração saiu para chamar doze homens à salvação, os quais seriam responsáveis pela a propagação do Evangelho para toda a humanidade.             Entre os doze apóstolos, havia um que trairia ao Senhor, era Judas Escariotes. Jesus sabida disso, mas pra provar o amor ao mundo permitiu que acontecesse.

            Fazendo uma comparação com os dias atuais, podemos relacionar o seguinte:

1.      O Senhor chamou a doze, e um se perdeu – Ficaram onze;

2.      Nos dias atuais o Senhor chama a doze, e onze se perdem – Fica apenas um.

 

            Parece que estou fazendo um exagero, mas é verdade. Talvez você questione: Deus teria mudado?

            É claro que não; o homem é quem tem sido letárgico para com o Reino Celestial, e quando Deus quer faze um movimento espiritual muitos simplesmente recusa-se porque tem vergonha das coisas santas.

 

Apocalipse 21:8

Mas quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicarios, e aos feiticeiros, e aos idolatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.

 

Obs – Quando cita tímidos se refere aos que tem vergonha de Deus.

 

VII – Epilogo

 

            Atos dos Apostolo capitulo 9 – Saulo de Tarso, conhecido como terror dos cristãos primitivos, o responsável pela morte muitos nas arenas sob a garra dos animais ferozes e dos gladiadores, também o cúmplice na morte do diácono Estevão por apedrejamento. Recebeu um chamado divino, tendo se convertido ao cristianismo foi um dos que mais sofreu e se destacou pregando a salvação em Jesus Cristo aos gentios.

            Um dia quando Saulo viajava com carta branca para persegui a matar aos servos de Deus, foi afligido por um clarão que vinha do céu, que derrubou do cavalo e segando-o temporariamente.

            No meio desse evento,  Paulo ouviu a voz de Jesus que dizia: Saulo, Saulo, porque me persegue; duro é recalcitrar contra os aguilhões.

            Jesus disse o seguinte: Duro é lutar contra a vitória. De maneira que Paulo pensava que estava agradando a Deus quando perseguia aos cristãos. O mesmo acontece com muitas pessoas que perseguem aos evangélicos quando detratam, calunia, oprime e etc.

            Mas hoje o Senhor está chamando o seu nome e perguntando: Porque me persegues?

Ainda é tempo de uma reconciliação com todas as pessoas. A Bíblia faz menção que Deus não leva em conta o tempo de ignorância; Ele quer somente que o pecador venha à luz.

                                                          

           

Jesus te ama.

 

Presbítero Robson Colaço de Lucena

 

 

 

 

Visite o site: http://missaoamerica.googlepages.com

Faça donwloard de Pregação e Musicas em mp3 no site: http://missaomp3.googlepages.com

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: